Logo dlztv oficial

DIA MUNDIAL DA OBESIDADE: COMO VENCER A DOENÇA QUE ATINGE CADA VEZ MAIS PESSOAS NO MUNDO?

O Dia Mundial da Obesidade, 4 de março, foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e promove a busca por soluções concretas para auxiliar as pessoas a atingirem e manterem um peso saudável, garantir tratamentos adequados e reverter a crise da obesidade.

Para a Organização, há uma série de medidas a serem adotadas, como limitar a publicidade de alimentos e bebidas com elevado teor de gorduras, açúcar e sal, especialmente direcionada a crianças; implementar impostos sobre bebidas açucaradas e facilitar o acesso a alimentos saudáveis; criar espaços seguros para caminhadas, ciclismo e atividades recreativas em ambientes urbanos; e educar as crianças sobre hábitos saudáveis desde o início da vida.

Recentemente um estudo publicado pela revista “The Lancet” revelou que oito em cada dez pessoas, em todo o mundo, estão enfrentando o desafio da obesidade. O resultado do estudo é alarmante, sobretudo, quando se trata de crianças e adolescentes: o índice de obesidade dessa parte da população aumentou quatro vezes nos últimos 30 anos.

Mas como vencer esse desafio? O nutricionista André Venturini, especialista em nutrição funcional clínica e esportiva, pondera que a obesidade tem, sim, influência genética, mas a manifestação da doença é fortemente influenciada por fatores ambientais: ” Indivíduos podem herdar de seus pais genes que influenciam o metabolismo, o apetite e a distribuição de gordura no corpo, o que pode predispor ao aumento do peso corporal e à obesidade. No entanto, hábitos e estilos de vida, como a ingestão calórica excessiva, particularmente de alimentos altamente processados e ricos em gorduras e açúcares, bem como a falta de atividade física regular, podem provocar a obesidade”.

Como saber que está na hora de se preocupar com o peso? Confira dicas:

1 – Atenção aos sinais
Segundo Venturini, indicativos de ganho de peso ou acúmulo de gordura corporal incluem um aumento notável na circunferência abdominal, ganho de peso progressivo ao longo do tempo, roupas que se tornam mais justas ou não servem mais, e alterações visíveis na composição corporal, como maior visibilidade de depósitos de gordura, especialmente na região abdominal, quadris e coxas. Deve-se iniciar uma preocupação quando esse ganho de peso é sustentado, rápido ou acompanhado de sintomas como fadiga, dificuldade para realizar atividades diárias ou alterações metabólicas.

2 – Procure ajuda
Ao perceber os primeiros sinais, procure ajuda. O nutricionista, que é ex-obeso e perdeu 50 kg, pondera que, para um adulto vencer a obesidade, é crucial adotar uma abordagem multifacetada: ” É preciso começar pela busca de orientação profissional. Um nutricionista é essencial nesse processo, pois ele pode desenvolver um plano alimentar personalizado, promovendo uma reeducação alimentar que não apenas auxilia na perda de peso, mas também instaura hábitos saudáveis sustentáveis a longo prazo. Este plano considerará as necessidades individuais, preferências alimentares, rotina diária e eventuais condições de saúde.

3 – Faça atividades físicas
Além da orientação nutricional, é fundamental sair do sedentarismo e incorporar atividades físicas regulares na rotina. O exercício não só auxilia na queima de calorias e no controle do peso, mas também melhora o metabolismo, a saúde cardiovascular e o bem-estar mental. A atividade física também melhora a qualidade do sono, a gestão do estresse e é um suporte emocional em muitos casos.

4 – Por fim, transforme sua vida
A mudança de estilo de vida, guiada por profissionais, favorece a perda de peso de maneira saudável e a manutenção do peso a longo prazo, contribui para a redução dos riscos associados à obesidade e melhor significativamente a qualidade de vida.

Fonte:CNN /Imagem Ilustrativa

Saque seu FGTS juliana Ribeiro
Mais Notícias

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *